Construção do sealed do Pre-Release de Ixalan

Olá a tod@s.

Estamos naquela altura do ano em que é Natal no Magic. Expansão nova, brinquedos novos, alterações no Mtgevr. Aproveitando a onda vou deixar aqui a minha ideia durante a construção do baralho do pre release do fim-de-semana passado. Começando pela pool, fica aqui em imagens que me parece mais perceptível.

O meu primeiro passo em qualquer sealed é separar por cores e dentro de cada cor separar em Bosta, Jogável e Fixe. Fixe são todas as bombas ou cartas que me façam jogar com aquela cor. Nesta pool seria o Regisaur Alpha ou o pack 2x Vanquish the Weak, Walk the Plank, Skulduggery. Jogável são todas as cartas da cor que complementem as Fixes ou sirvam para encher curva. Nesta expansão também seriam as da mesma tribo para poder dar uso a cartas de payoff. Algo como Kinjalli’s Caller. Razoável num baralho com dinossauros, Bosta num baralho sem pelo menos sete dinossauros. Bosta são aquelas cartas que nem para encher o resto do baralho. O factor tribal desta expansão faz com que várias cartas flutuem conforme o resto do baralho, mas isso determina-se posteriormente na construção.

Feita esta separação o objectivo é identificar as duas melhores cores e ver por alto o baralho possível. Se entre as duas houver uma ideia coesa de baralho e jogáveis suficientes é só adicionar terrenos, ir beber um cafézinho e ganhar fácil. O maior problema que vejo na maioria dos jogadores está neste passo. O baralho deve ser coeso. Em todos os sealeds e muitos dos drafts vejo muitos montes de cartas que até podem ser boas individualmente mas no conjunto fazem pouco sentido. O caso mais típico é ter no mesmo baralho uma criatura 2 de mana 3/1 e uma outra 0/4. Garantidamente uma delas não deveria estar na lista. É sempre necessário ter uma ideia do objectivo do baralho, e é melhor ter um plano mau do que não ter plano. O baralho pode ser de controle, agressivo, midrange, até de combo, mas as cartas escolhidas têm que obedecer a esse plano. Nesta expansão há várias cartas tribais, o que adiciona outro nível de complicação, pois nem todos os baralhos de dinossauros (ou tritões) são iguais. Há dinossauros 2 de mana e 8 de mana, o que significa que ter o mesmo tipo de criatura não implica que entrem nos mesmos baralhos. Em resumo, um baralho de limitado é bastante mais parecido com um baralho de construído do que muita gente pensa.

Pegando na pool o que salta à vista é a falta de Fixes em quase todas as cores. As duas melhores criaturas da pool são o Regisaur Alpha e o Bonded Horncrest. Depois disso a qualidade vai por aí abaixo. Olhando para o vermelho há várias criaturas 2 de mana e algum removal, o que indicaria um baralho agressivo. O problema vem depois na parte verde, que no limite só tem seis cartas jogáveis. Pegando então no vermelho agressivo e no pack de removal preto poder-se-ia construir algo como:

Este baralho tem vários problemas. O primeiro é a ausência de curva. Ter 10 drops de dois de mana pode ser interessante, mas depois há todo um buraco até aos quatro e cinco de mana sem que essas criaturas sejam realmente boas. Em termos de estatísticas são apenas ligeiramente melhores que as de dois de mana. O pacote de removal é bom, mas o baralho é rapidamente engolido por um adversário que jogue dois bichos 3/3 ou 3/4.

Nesta altura da construção é necessário ver o resto das cartas e tentar ver o que de melhor se pode arranjar. O branco e o verde sendo miseráveis foram descartados. Sobravam portanto as cores grixis, curiosamente as cores dos piratas. Dentro destas cores há diversas cartas de payoff de piratas e várias criaturas do tipo pirata. O que não há são 23 jogáveis dentro de duas cores, o que aperta muito o baralho que se pode construir, pois os piratas são fundamentalmente agressivos e ter três cores aperta na direcção de midrange/controle. Aqui entra a salvação, os tesouros. As cartas que geram tesouros permitem uma correcção de mana temporária. Igualmente haviam várias cartas que filtravam o que se comprava, Marauding Looter, Siren Lookout, Storm Fleet Spy. Portanto três cores, aqui vamos nós. Ainda assim, uma nota importante, a terceira cor tem sempre que ter um número reduzido de cartas, e idealmente um custo de mana elevado e/ou um efeito bom num jogo longo. Isto para se poder comprar a carta tarde, ou a mana para a jogar tarde, e ainda ir a tempo de ter algum efeito no jogo. Nunca meter uma criatura 2 de mana da terceira cor, pois basta comprar a mana ao quinto turno para ser inútil. Após colocar a curva de piratas azuis e pretos nota-se mais um problema. A maior criatura é uma 4/3 e a maioria das outras são 2/2 ou ainda menos. Era preciso adicionar músculo. Adicionar o Bonded Horncrest era fácil. Mas ainda faltava algo. A última adição foi apostar nos tesouros ainda mais e acrescentar o Regisaur Alpha sem florestas e com apenas três montanhas. Assim esta foi a lista para a batalha:

(40)
Siren’s Ruse
Shipwreck Looter
Storm Fleet Aerialist
Pirate’s Cutlass
Vanquish the Weak
Unfriendly Fire
Fiery Cannonade
March of the Drowned
Siren Lookout
Kitesail Freebooter
Dire Fleet Hoarder
Prosperous Pirates
Skulduggery
Marauding Looter
Storm Fleet Spy
Lightning Strike
Watertrap Weaver
Regisaur Alpha
Bonded Horncrest
Walk the Plank
Sailor of Means
Mountain
Island
Swamp

Mana assustadora, mas um monte de cartas eficientes e um baralho de tempo coeso. A falta de tamanho nas criaturas seria compensada pelo tempo e pela quantidade de cartas compradas.

Ausência notável: Fell Flagship. Não haviam criaturas suficientes no baralho, o bónus de +1/+0 é interessante, mas se pudesse fazer crew e atacar o jogo estaria ganho na mesma, só ajudaria quando estivesse a correr bem.

Ausência menos notável, mas a carta que mais doeu deixar de fora: Heartless Pillage. Porque cada tesouro valia isso mesmo neste baralho. Ser dois por um e ainda dar mana implicou ser a carta mais complicada de deixar de fora, mas tudo o resto fazia mais falta.

Durante o torneio tive problemas de mana e fiz mulligan em pelo menos metade dos jogos, mas a coesão do baralho vinha ao de cima contra adversários que tinham cartas melhores mas nem todas remavam para o mesmo lado. Acabei 4-1, em 2º lugar empatado em pontos com o 1º, e valeu pelo puzzle de criar o baralho.

Beijinhos e abraços,

../Mário

 

Alterações Estruturais Mtg Évora

Maltinha

Após reunião dos membros da organização do Mtg Évora, chegamos à conclusão que precisamos de mudar estruturalmente muita coisa no Mtg Évora e iremos começar tudo de novo.
Identificamos o que para nós é o maior problema, somos uma comunidade demasiado pequena, com demasiada competitividade.
Iniciativas como o Jogador do Ano, Jogador do Mês, Invitational e etc, só contribuem para que o ambiente em torneios, muitas vezes com meia dúzia de pessoas, se torne pesado, o que afasta todos menos os jogadores hardcore (e muitas vezes até esses afasta).
Por isso decidimos que jogar Mtg no Mtg Évora, tem de voltar a ser o que nunca deveria deixar de ter sido, um hobbie bastante divertido.
Queremos que vir jogar a um torneio no Mtg Évora seja um momento de diversão e não um momento de tensão e competitividade pura.
Assim sendo e com inicio no FNM da semana que vem, a tabela de prémios que estavamos a usar deixa de estar em vigor e os prémios serão aplanados por todos os jogadores.
Em termos práticos o que quer dizer que toda a gente no ato de inscrição num FNM construído (preço de inscrição 4€) tem imediatamente direito a um booster de prémio só por participar, no final do torneio serão atribuídas cartas FNM promocionais de prémio ao Top3 do torneio e as restantes duas serão sorteadas por todos os jogadores.
Nos FNM de formato booster draft deixa de haver a inscrição Planeswalker, toda a gente paga os 10€ para draftar, os prémios serão somente as cartas promocionais de FNM para Top3 e mais 2 a sortear pelos restantes jogadores. (Competitividade Casual)
Iremos também realizar os torneios de Standard Showdown, onde pelos mesmo 4€ terão todos um booster no ato de inscrição e serão atribuidos boosters de showdown 2 para o primeiro classificado e 1 para sortear por todos os restantes. (Competitividade Mediana)
Programas como jogador do ano, jogador do mês e invitational irão terminar em 2017. Este ano decorrerão até ao final do ano conforme planeado, mas em 2018 já não haverá esses programas, os fundos que gastamos com estes torneios serão usados para realizar torneios com prémios bem acima do normal, e esta será a oportunidade dos jogadores mais competitivos brilharem. (Competitividade Avançada)
Estamos ainda em fase reformulação, esperamos que percebam que todas estas mudanças são com vista de voltar a semear o gosto de jogar Mtg, pelo fantástico jogo que é, e que todos gostamos. Queremos manter e aumentar a comunidade, queremos que jogadores novos se sintam atraídos, que jogadores que deixaram sintam que é uma boa altura para voltar, e que os jogadores que nunca nos abandonaram se mantenham e consigam tirar cada vez mais prazer de jogar Mtg.
Obrigado a todos
A equipa de Organização Mtg Évora
João Costa
José Pimenta
Mário Rosário
Pedro Bizarro
Ricardo Monginho

Premium Sealed

premium

Evento: Premium Mtg Évora
Data: 26 de Agosto
Formato: Sealed (Se houver mais de 16 pessoas terá Top8 Booster Draft)
Preço de Inscrição: 20€
Check-In: 09h15 – 09h30
Prémios: 2 Boosters por cada jogador inscrito para TopX + 1 Booster de Showdown para TODOS os participantes.

Liga Amonkhet – Premiados

Amonkhet Banner

Resultados:

# Nome Pontos/Tiebreak
Carlos Carvalho 24 (80%)
Sérgio Garcia 18 (63,16%)
Pedro Bizarro 18 (53,33%)
Paulo Lopes 9 (44,44%)

Os restantes jogadores não terminaram o mínimo de 6 rondas para ser elegíveis para prémios.
Obrigado a todos os que participaram.

Mudança de Calendarização

Logo Mtg Évora

Temos verificado desde já há algum tempo que os FNM’s de Sábado têm tido um attendance bastante reduzida, independentemente do formato que seja. Com vista a combater isto mudamos os dias dos FNM’s para Segunda e Quinta feira à noite.
Além de fazer com que os FNM’s sejam mais espaçados entre si, também abre a possibilidade de manter os 2 fnm’s semanais mesmo em semanas de torneios ao fim de semana, sendo estes Prereleases, Game Days e Torneios Premium que se irão manter nos dias a que já estavam habituados.
Esperemos que a mudança seja do agrado da maioria e que traga mais attendance e consequentemente mais competitividade nos torneios.